Família PDF Imprimir E-mail

A importância da família para a qualidade de vida do idoso

Como você sabe, a família, independente da idade, é considerada cultural e socialmente a base e o habitat de uma pessoa. Com isso, tanto na infância quanto na velhice o papel da família é importante ao acompanhar as mudanças físicas, psicossociais, culturais, hormonais, fisiológicas e psicológicas que ocorrem ao longo da vida.

Para o idoso, a família é o principal objetivo e fonte de amor, carinho e companhia. Mas, parte das famílias a iniciativa de institucionalizar o idoso ou não, sem saber que além da tristeza e sentimento de abandono, a qualidade de vida e a vida social do idoso podem diminuir com o tempo, uma vez que em asilos, a maioria não recebe visita ou só recebem telefonemas.

Com todo o apoio da família é quase impossível ver um idoso com problemas psicológicos ou fisiológicos e nesta faixa etária é imprescindível que a família esteja por perto para apurar todas as necessidades vindas dos idosos e também por sua importância. 

Além disso, a alimentação saudável e equilibrada é um fator que, dentro do lar, deve ser levada em consideração. Sendo que a vida social do idoso aumenta a partir do momento que ele vê chances de construir este laço. 

Os asilos, principalmente os públicos, não têm estrutura para comportar confortavelmente os idosos, de forma que cada um tenha sua privacidade, uma vez que nesses asilos, existem poucos quartos e banheiros. Outro fator que pode prejudicar a qualidade de vida do idoso é a falta de espaço físico, como pátios e jardins e a falta de profissionais qualificados, como médicos, enfermeiros e nutricionistas.

A dificuldade financeira também é um fator que leva a institucionalização do idoso, onde a família não tem suporte para cuidar e providenciar as mudanças necessárias para melhorar a qualidade de vida e bem-estar dentro do lar. O que queremos dizer é que são necessárias algumas mudanças no imóvel para garantir a segurança do idoso, entre elas, manter tomadas ao alcance do idoso, a cama tem que ser firme e a uma altura confortável (em alguns casos, existe a necessidade de cama hospitalar), a fim de não provocar insegurança ao se levantar e firmar os pés no chão e também podem ser instaladas barras de apoio nos banheiros para facilitar o uso.

Portanto, é importante lembrar que o amor e carinho devem ser transmitidos ao idoso para que ele não se sinta abandonado e não tenha doenças psicológicas causadas pelas negligências da família. É imprescindível ter o ancião por perto e as mudanças devem ser feitas, pois ele pode ter qualidade de vida e bem-estar perto de quem ama.

 

 

Fonte:https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/cotidiano/a-importancia-da-familia-para-a-qualidade-de-vida-do-idoso/61003

 
ASBP © 2019 ASBP. Todos os direitos reservados.
ASBP Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos.